• Lu

O que queremos com a viagem?

Nossos objetivos - ou as perguntas que gostaríamos de responder...

Conforme contamos no post anterior, foram 10 anos entre a primeira ideia, e a realização desse sonho. Nos últimos 2 anos, intensificamos o planejamento e as ações necessárias, e começamos a nos questionar “O que queremos com essa viagem? Quais são os nossos objetivos?”


Claro que viajar por viajar já seria uma delícia por si só, mas nós queríamos acrescentar experiências que nos ajudassem em nossas vidas para além da viagem turística. Assim, começamos uma fase de pesquisa: fizemos um brainstorming de lugares que gostaríamos de conhecer, procuramos pessoas e famílias que tinham feito viagens similares para ouvirmos experiências, até que por fim cruzamos com uma consultora de viagens de longo prazo, a Carol do Projeto Viravolta.


Carol viajou por 2 anos pelo mundo e essa experiência mudou radicalmente a vida dela (ela conta todos os detalhes em seu site, que por sinal é ótimo para quem busca informações sobre viagens desse tipo!). Além da consultoria fera que elas nos deu (muitas dicas técnicas e orientações em relação a orçamento, burocracias, etc), ela conseguiu finalmente traduzir o que estávamos buscando, nos dizendo o seguinte:


"Eu vejo que muitas pessoas, no mundo de hoje, costumam definir primeiro o seu trabalho, e daí vivem um estilo de vida associado `aquele trabalho, e esse estilo de vida muito comumente as fazem infelizes. Acho que o mais sábio, uma vez que a pessoa possa escolher, seria fazer o inverso: primeiro decidir que estilo de vida gostaria de levar, e depois escolher um trabalho que sustente essa decisão!”.


Essa fala nos inspirou e a partir dela conseguimos definir o que estávamos buscando responder nesse ano, em 2 objetivos distintos, mas complementares:


1) Qual é o estilo de vida que nós gostaríamos de viver? Seria continuar em São Paulo? Voltar pro interior, morar na praia? Quanto de nossa vida conseguimos simplificar? Quanto de nosso tempo gostaríamos de estar em família? Quanto da educação de nossos filhos faremos nós, e quanto dividiremos com a escola ou outras pessoas? Quais são nossos principais valores e como os transmitiremos na prática aos nossos filhos?


2) Que tipo(s) de trabalho(s) sustentariam esse estilo de vida? Esse trabalho faz sentido para nós? Onde e como nossos talentos pessoais e profissionais conversam com as necessidades do mundo?


E então essas perguntas nortearam o nosso roteiro, buscando juntar experiências de novos estilos de vida (campo, praia, comunidades, motorhome, etc) com cursos, visitas e reflexões sobre nossos interesses profissionais.


Costumamos brincar que pode ser que a gente rode o mundo e termine concluindo que o estilo de vida que queremos seja exatamente o que a gente vive hoje, nos mesmos trabalhos que executamos hoje! rs Mas acreditamos que só a busca já valerá a pena. Nesses 36 anos de vida, observamos que nosso crescimento pessoal se acelera sempre que nos colocamos (ou somos forçadamente colocados) fora de nossa zona de conforto. E esperamos que assim seja em mais essa empreitada!



670 visualizações7 comentários

@ 2018-2019 Mochilão com Mochilinhas

  • b-facebook
  • Instagram Black Round
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now